Agenda

Newsletter

Partilha

FacebookTwitter

MUITO CHAO_Ca_Danca_Almada_foto_Rodrigo_de_Souza_8

"Muito Chão" encerra a trilogia de comemoração dos trinta anos de carreira do coreógrafo Benvindo Fonseca.

«As três coreografias [Edzer (África), Casa do Rio (Portugal) e Muito Chão (Índia)] têm em comum uma busca de casa, casa essa que se encontra onde se tem pessoas de verdade. Onde, por momentos, nos encontramos com o outro. (...) Vou olhar profundamente para esta Índia que também faz parte de mim e que não se consegue descrever mas sentir. A terra e suas cores, os gestos, os sabores, cheiros e costumes. A desigualdade, juntamente com rituais, deuses e sabedoria, assim como o nada, qualidade tão importante, valorizada nestas paragens e tão pouco no Ocidente.

Vou trabalhar mais uma vez na busca de mim mesmo. No sentir sempre. No emocionar o público. Assim como, simplificar mas fazer da peça um momento sensorial, onde a dança está na sua melhor essência: o movimento, nunca desprovido de emoção e intenção.» Benvindo Fonseca

 

Sobre o autor

Benvindo Fonseca estudou no Conservatório Nacional de Lisboa, Escola da Fundação Gulbenkian, Nova York, Londres e Paris. Dançou no Grupo Sétima Posição, como Solista na Companhia de Dança de Lisboa, como Solista no Ballet Gulbenkian – onde foi promovido a primeiro bailarino, e onde trabalhou com Mats Ek, Jiri Kylian, Hans Van Manem, Orad Naharin, Itzik Galili, Vasco Wallenkcamp, Olga Roriz, Paul Taylor, Christopher Bruce, Nacho Duato entre outros.

Foi Cofundador, Diretor Artístico e Coreógrafo do Lisboa Ballet Contemporâneo onde coreografou “Uma Noite com Ella Fitzgerald”, “Callas”, “Mermurio”, “Onigen”, “Casa de Bernarda Alba” e “Mar”, interpretada em concerto ao vivo pelo grupo Madredeus.

Coreografou também para o Teatro D. Maria I, O Bando, Teatro Experimental do Porto, Ballet Gulbenkian, Companhia Nacional de Bailado, Companhia Portuguesa de Bailado Contemporâneo, Companhia de Dança de Almada, Companhia de Dança de Évora, Conservatório Nacional, Escola Superior de Dança, Academia de Dança Clássica Pirmin Treku, Stadttheater Hildesheim, Ópera de Berlim, Companhia de Ursula Lopez Lopez. Destaca o pas de deux “Povo que lavas no rio”, com a presença e voz de Amália Rodrigues, na Mãe D'Água, Lisboa (1997), o solo para “A Dança Árabe”, de Tchaikovsky, acompanhado ao piano por Maria João Pires e a coreografia “Romeu e Julieta” (2013)

Participou em Galas Internacionais em São Pantaleo, Madrid, Sevilha e Miami. Os seus bailados foram dançados em Espanha, Itália, Alemanha, E.U.A., Cuba, Brasil, Grécia, Polónia, Argentina, República Dominicana e México. Tem participado regularmente no festival Ibérica Contemporânea (Querétaro), México.

Entre os vários prémios que recebeu sobressaem “Jovens na Criatividade” da ONU (1993), tornando-se Embaixador Honorário da Boa Vontade da organização; prémio de carreira atribuído pela Associação Primo-Canto (2002); prémio de carreira atribuído pela Câmara Municipal de Oeiras e Revista Dança (2009); prémio pelo projeto coreográfico “Ciranda”, atribuído pela Câmara Municipal de Oeiras (2010). Foi homenageado na Gala de Estrellas de la Danza (Santo Domingo), República Dominicana (2012), e por ocasião dos 30 anos de carreira, pela Quinzena de Dança de Almada (2013), onde completou a trilogia “Edzer”, “Casa do Rio” e “Muito Chão”.

 

Ficha Artística

Coreografia e pesquisa musical e de vídeo: Benvindo Fonseca

Música: Carlos Mil-Homens (tema original), Amadeus Mozart, Edward Elgar, Remember Shakti, Ravi Shankar, Thukunulu Churhah & Vetalhulu Sapu, Henry Purcell, António Chainho

Cenário: Carmo Garcia

Figurinos: Fauze El Kadre

Desenho de luz: Cláudia Rodrigues

Interpretação (elenco original): Beatriz Rousseau, Bruno Duarte, Carla Jordão, Daniela Andana, Mariana Romão, Miguel Santos, Nuno Gomes, Sofia Silva

Ensaiadora: Maria João Lopes

Interpretação de música ao vivo: Carlos Mil-Homens ou Sebastian Scheriff

Sonoplastia e videoplastia: José Pacheco

Assistente técnico: Alexandre Candeias

 

Crítica

Álvaro Teixeira, in Psicanálises, outubro 2013

"Houve momentos (em Elgar, que, assinale-se, não consta na lista dos "meus" 20 grandes compositores, e em Purcell, idem aspas), em que me apeteceu simplesmente fechar os olhos. No entanto, Benvindo conseguiu segurar o público devido ao contraste entre a força da música e o jocoso, quase ridículo, do movimento do dançarino. Fez-me lembrar a ironia "gozatória" de alguns "allegretos" das sinfonias de Shostakovich... (...) A companhia, ao nível do seu próprio desempenho, demonstrou um surpreendente nível técnico e interpretativo. Por isso aqui fica a minha palavra de reconhecimento pelo que fazem e de incentivo de que não parem (e não deixem que @s parem)." | artigo completo: linkpdf

Vera Amorim, in Dance Europe, dezembro 2013

"(...) Recognised for his exquisite musicality and delightful quality of movement, he [Benvindo Fonseca] did not disappoint and applied all his experience to this choreography, which was performed by the Companhia de Dança de Almada, who gave a powerful and very honest performance." | artigo completo: pdf

 

Circulação

Cineteatro Municipal de Castro Verde, Castro Verde, 15 de maio de 2015

Cineteatro Sobral de Monte Agraço, Monte Agraço, 9 de maio de 2015

Auditório Municipal Augusto Cabrita, Barreiro, 2 de maio de 2015

Centro Cultural do Redondo, Redondo, 28 de março de 2015

Cineteatro João D'Oliva Monteiro, Alcobaça, 7 de fevereiro de 2015

Auditório do Museu do Oriente, 20 de dezembro de  2014

Casa da Cultura - Teatro Stephans, Marinha Grande, 13 de dezembro 2014

Teatro Municipal de Bragança, Bragança, 27 de setembro de 2014

Auditório Fernando Lopes Graça-Parque Palmela, Cascais, 12 de julho de 2014

Centro Cultural Olga Cadaval, Sintra, 31 de janeiro de 2014

Cineteatro Municipal João Mota, Sesimbra, 18 de janeiro de 2014

Teatro Municipal de Almada, 20 de dezembro de 2013

Teatro de Vila Real, 9 de novembro de 2013

Centro Cultural Malaposta, 26 de outubro de 2013

 

Para entrar em contacto com a produção da Companhia clique Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Fotos

MUITO CHAO Ca Danca Almada foto Rodrigo de Souza 1 qd

 

Vídeo

 

Aprox. 70' | M6

FaLang translation system by Faboba

Contactos

 

Rua Manuel de Sousa Coutinho, 11

Ed. Academia Almadense

2800-163 Almada

Tel: +351 212 583 175,

Fax: +351 212 500 524

E-mail: geral@cdanca-almada.pt

Escola - Almada

 

Rua Manuel de Sousa Coutinho, 112800-163 Almada

Tel +351 212 500 145

E-mail: escola@cdanca-almada.pt

Seg. a Sex., 16:00 às 20:00

Financiamento

3CMA cor_horizontal copy