Agenda

03 Nov 2021;
06:00PM - 07:00PM
Encontro de Plataformas e Festivais Internacionais de Dança
12 Nov 2021;
12:00AM
“Spring Awakening” (estreia)
12 Nov 2021;
12:00AM
“Spring Awakening” (estreia)
14 Nov 2021;
12:00AM
“Giselle” + “Pássaro Azul | Bela Adormecida"
26 Nov 2021;
07:00PM -
"Dançar a Vida" (estreia)
04 Dec 2021;
04:00PM -
"O fio da Macaquinha"
07 Dec 2021;
10:30AM -
"O fio da Macaquinha"
09 Dec 2021;
10:30AM -
"O fio da Macaquinha"
10 Dec 2021;
10:30AM -
"O fio da Macaquinha"
18 Dec 2021;
08:00PM -
"Inverno"

Newsletter

I agree with the Privacy policy

Partillha

Facebook TwitterGoogle BookmarksLinkedin

Coreografia de Ricardo Ambrózio

Programa Novos Coreógrafos 2009

 

Do encontro das nossas singularidades, nascem pluralidades singulares.

 

alt alt alt

 

"Nossos" é fruto da pesquisa e reflexão acerca de pessoas diferentes e das suas diferentes perspectivas sobre a vida. De como se relacionam com os outros à sua volta. "Nossos" fala de intimidade, de estereótipos e singularidades dentro de uma massa; do singular mesmo quando plural; fala do meu, do teu... de tudo que é nosso. Tem como base uma série de situações quotidianas, que envolvem a relação entre duas ou mais pessoas, ou mesmo a relação de uma pessoa consigo mesma, e/ou a sua situação inerente a situações específicas.
Numa época de relações instantâneas e descartáveis, repensar o porquê da forma como nos relacionamos com os outros e mesmo com as diferentes situações que a vida nos apresenta, torna-se tão importante quer para o auto-conhecimento, quer para a formação de um carácter coerente. Como importante é entender que os nossos sonhos, desejos, angústias, felicidades e tristezas são o complemento de um pronome possessivo do plural e que, apesar das nossas complexas singularidades, para que seja possível a construção de um plural, são precisos pelo menos dois.
Ver que os nossos amores são frutos da nossa admiração, carinho, respeito, ou mesmo que de uma completa ilusão, seja ela consciente ou não, terá a sua importância numa estrada mais longa a percorrer; e que as nossas derrotas nunca são completas e absolutas, pois se olharmos por todas as que já passamos não vemos hoje alguém derrotado, nem que seja por lhes ter resistido e estar presente.
A vós... que sejam nossos.

 

Ficha Artística

Coreografia: Ricardo Ambrózio

Música: Beirut, Murcof, Jefferson Airplane, Rechenzentrum, Caetano Veloso e The Cinematic Orchestra

Desenho de luz: Pedro Machado

Figurinos: Fauze El Kadre

Assistente de coreógrafo: Maria João Lopes

Colaboração Artística: Pola Brändle

Intérpretes: Débora Queiroz, Nuno Gomes, Maria João Mirco, Perrine Bache-Gabrielsen. Ricardo Santos

 

 

 

60' | M6

Headquarters

Rua Manuel de Sousa Coutinho, 11

2800-163 Almada, Portugal

Tel: +351 212 583 175

E-mail: geral(@)cdanca-almada.pt

Ca.DA Escola

Rua Manuel de Sousa Coutinho, 11

2800-163 Almada, Portugal

Tel: +351 212 500 145

E-mail: escola(@)cdanca-almada.pt

Mon. to Fri., 16:00 to 20:00

Quinzena de Dança de Almada International Dance Festival

E-mail: quinzena(@)cdanca-almada.pt

Support

REPUBLICA PORTUGUESA CULTURA branco

dgartes horizontal PB cinza fundos escuros